Tendências tecnológicas no mercado financeiro

Como o avanço da tecnologia está transformando a maneira como bancos e clientes lidam com dinheiro

0

A tecnologia avança cada vez em ritmo mais acelerado e os benefícios e mudanças que isso causa no mercado financeiro são inúmeros. Nos últimos anos surgiram os bancos digitais, fintechs e novos meios de pagamentos, como o Pix, que poucos meses depois de lançado já representa 80% das transferências bancárias feitas no país. Com a internet 5G, prevista para chegar no Brasil ainda esse ano, mudanças estão por vir e adaptações para integrar essa novidade também. “Nos próximos anos, as instituições financeiras investirão cada vez mais em tecnologia, infraestrutura e segurança, possibilitando mais produtos e soluções inovadoras”, acredita Daniel Leandro, gerente de produtos do Grupo Nexxees.

O processo de transformação digital no sistema financeiro tem incorporado novas tecnologias frequentemente. O Pix, uma das últimas ações que mudou o meio bancário, pode evoluir muito ainda. As instituições podem aderir novas funcionalidades, como cobranças com vencimento em data futura, cálculos de juros, multas e descontos (se assemelhando muito ao boleto) e até saques em estabelecimentos comerciais. “A utilização de carteiras e moedas digitais são alguns dos exemplos de inovações que irão se consolidar nos próximos anos, refletindo não só a mudança de comportamento do consumidor, como também sua relação com o dinheiro em espécie”, declara Leandro.

Pensando no futuro, iniciativas como Open Banking e Open Finance tem se mostrado uma forte tendência no segmento financeiro, proporcionando um ambiente cada vez mais colaborativo e dinâmico. O acesso aos dados, mediante autorização explícita do dono e às diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados(LGPD), pode abrir novos modelos de negócios, possibilitando melhores ofertas de produtos e serviços. Com diversos cases de sucesso já em andamento, a regulação desses sistemas vai garantir um acesso mais rápido e eficiente, facilitando processos para um número grande de brasileiros.

Com a chegada da internet 5G, que vai trazer ainda mais velocidade, cobertura mais ampla e conexões mais estáveis, o mercado financeiro está se preparando para aderir a essa nova tecnologia. O aumento da segurança e da velocidade possibilitadas pelo 5G vai revolucionar os mercados de capitais, encurtando os ciclos de liquidação e removendo latências com  recursos de negociação móvel em tempo real. Com a novidade será possível estender os serviços de pagamentos a novos canais, como smartphones 5G, wearables, dispositivos IoT (Internet of Things) e a realidade virtual à medida em que se tornem mais comuns e sofisticados.

Acompanhando as inovações  mundiais, já faz alguns anos que o Banco Central vem desenvolvendo uma série de modernizações que facilitam a transformação digital do sistema financeiro do Brasil. “Presenciamos o surgimento de novas plataformas e inovações, como o Open Banking e o ‘Sandbox Regulatório’ que permitirá que instituições financeiras possam testar projetos inovadores, com clientes reais, seguindo regulamentações específicas”, diz Leandro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui