sábado , 22 junho 2024
Ínicio Internet Redes Sociais 7 estratégias de redes sociais para vender mais no Dia das Mães
Redes Sociais

7 estratégias de redes sociais para vender mais no Dia das Mães

121

O Dia das Mães é a segunda data mais importante para as vendas nos comércios, perde apenas para o Natal em volume de negócios. A pesquisa do Opinion Box apontou que para este ano 77% dos entrevistados pretendem presentear nesta data comemorativa e 11% dessas pessoas planejam gastar mais de R$ 400,00 em suas compras. O estudo também mostrou que as pessoas buscam por produtos, serviços e promoções a partir de meios digitais e físicos: 42% em sites/e-commerce, 33% em lojas físicas, 32% em sites de pesquisa, 26% no Instagram e 24% nos aplicativos das lojas, reforçando a importância da convergência entre canais.

Para alavancar as vendas é necessário um planejamento bem executado, alinhado com o propósito da marca e o público-alvo. “Por mais bem intencionado que seja, o marketing da “mãe de todos” irrita e afasta o público, especialmente porque resulta no que os destinatários desejam evitar: um feed cheio de conteúdos genéricos, com imagens de modelos e bebês perfeitos. A maior parte do trabalho, como profissionais de marketing, está focada no futuro. Prevendo, transformando os negócios para ter sucesso e ajudando os clientes a resolver seus desafios esperados”, comenta Gabriel Dias, especialista em marketing e sócio da Agência Koko.

O especialista orienta que a resposta mais simples e objetiva para os posts do Dia das Mães é: conversar e cativar o público. “Considere a emotividade do conteúdo para convencer as pessoas a se envolverem com a marca. O receptor leva apenas 10 segundos para formar uma impressão, então há muito pouco espaço para erros quando se trata de chamar a atenção do seguidor. Nesse curto período, os leitores não conseguem formar uma opinião lógica sobre uma marca. Mas, eles podem ter uma reação emocional”, comenta o especialista.

Aplicativo IDSYNC desenvolvido pela Gateware registra presença por meio de Reconhecimento Facial

Pensando nisso, o sócio da Agência Koko preparou cinco dicas de como gerar emoções nos posts, assim destacar o negócio diante da concorrência e aumentar as vendas nas semanas que antecedem essa data comemorativa. Confira!

1. Não fale tanto: ouça o que eles têm a dizer, em vez de assumir o que eles querem ouvir;

2. Esteja atento ao seu tom: evite usar linguagem que possa ser percebida como inadequada ou fora de contato com suas experiências de vida;

3. “Vestido” para o sucesso: prepare suas operações de marketing para permitir conteúdo atencioso e emocional;

4. Trate o cliente como se fosse o seu: personalizar as informações que você fornece ajudará a fechar uma lacuna de empatia, fazer com que eles se sintam mais ouvidos e compreendidos constrói maior confiança em seu negócio;

5. Transforme o familiar em algo surpreendente: começar com algo que você já sabe que seu público acha familiar e reconfortante, como trazer uma “mãe” que trabalha na marca. Adicione seu ângulo de criação e leve o público em uma jornada que eles não estavam esperando.

Além disso, Gabriel Dias enfatiza a importância do storytelling para a criação de conteúdo para as redes sociais. “Contar histórias é visto como efêmera, mas isso não é verdade. Como seres humanos, somos programados para contar e ouvir histórias. Eles fazem parte de quem somos. É como evoluímos para entender nosso lugar no mundo antes de termos a linguagem escrita ou como passamos lições para conseguir alimentos. Quando as histórias decolam, sua influência coletiva estabelece padrões culturais”, comenta o especialista. Para finalizar, o sócio traz dicas de como conectar o storytelling com o público:

1. Conheça seu público: um criador de conteúdo habilidoso precisa conhecer as pessoas que deseja alcançar. É necessário conhecer e usar o jargão deles, para verem a marca como “um de nós” e não um intruso empurrando propaganda;

Solução proprietária de startup traz competitividade e integração digital para a indústria de autopeças

2. Misture em seu ângulo único: entenda o que há de único na perspectiva e personalidade da sua marca. Certifique-se de que isso apareça em suas escolhas de material de origem e na maneira como você as retrabalha. Por exemplo, se sua marca é conhecida por seu senso de humor, traduza as principais situações que as mães passam na sua loja, com seu produto ou serviço em uma narrativa que aproxime usando o conceito de POV (point of view), ou seja, significa criar conteúdos e vídeos curtos que mostram uma situação do ponto de vista de quem filma.

Compartilhar