segunda-feira , 15 abril 2024
Ínicio Marketing Digital Como a Inteligência Artificial está mudando os rumos do Marketing Digital?
Marketing DigitalTecnologia

Como a Inteligência Artificial está mudando os rumos do Marketing Digital?

205
Compartilhe

A nova era do Marketing já começou. Eu perdi a conta de quantas vezes já li essa frase ao longo da minha carreira. E é importante contextualizar que Marketing e Vendas são áreas essencialmente humanas e acompanham o comportamento das pessoas. Diante de novas tecnologias, os clientes adquirem novos hábitos e temos que evoluir junto com eles. Por isso, as mudanças acontecem constantemente. Mas a grande questão é que elas estão cada vez mais rápidas.

O primeiro grande passo foi a internet que, nos anos 90, mudou a forma como as pessoas trabalhavam. Depois, surgiram os softwares de criação e edição para produzir imagens e vídeos, tratar fotos e diagramar materiais, que transformaram a maneira de criar e desenvolver conteúdos de comunicação.

Isso sem falar nas redes sociais e streamings, que abriram as portas para diversos formatos de comunicação e relacionamento com os clientes. Tudo passou a ser digitalizado, deixando rastros de dados que podem ser usados de forma responsável para criar experiências cada vez melhores.

O que todos esses cenários tiveram em comum? 

Não foi só a disrupção, mas a resiliência e adaptação exigidas por ela. Em pleno ano de 2023, estamos diante de um novo desafio: adaptar-se às ferramentas de Inteligência Artificial (IA), além de generativa, que estão transformando a maneira como pesquisamos, criamos, pensamos e nos relacionamos.

Da mesma forma que os nossos hábitos mudam, as estratégias de Marketing e Vendas (essencialmente humanas, lembra?) também passam por adaptações. Assim como você deixa de abrir o jornal de papel e passa a acessar o aplicativo de notícias todas as manhãs, é uma questão de aprender, praticar, adaptar e reforçar.

O dia a dia impulsionado pelo uso da IA Generativa

ChatGPT, Midjourney, Bard e outras soluções com base em IA Generativa são exemplos desse uso. Já citei em outros artigos e posts o quanto essas ferramentas podem nos ajudar a agilizar processos, mas saber como usá-las não é tão simples como parece. Em outras palavras, conforme a tecnologia evolui e cria novas soluções de mercado, os profissionais precisam buscar capacitações e evoluir suas habilidades para utilizá-las. Se você não souber dar o comando, não vai obter a resposta que procura.

E a evolução e qualificação do trabalho é apenas uma das mudanças provocadas pela IA no Marketing Digital. Com tantos dados disponíveis, a consciência sobre essas informações captadas nunca foi tão importante. Um estudo do Google revelou que 80% dos consumidores em diferentes países estão preocupados com sua privacidade online hoje.

Mais responsabilidade e uso consciente dos dados

Entre deep fakes e recriações de artistas que faleceram, o mundo está preocupado com o potencial que a IA pode ter. Estamos frente a uma discussão que nos leva à segunda mudança provocada pela IA: responsabilidade. Além de garantir que o uso dessa solução aconteça de forma ética e responsável, instituições, leis e órgãos de fiscalização em todo o planeta estão regulamentando a tecnologia.

Ainda segundo o Google, uma pesquisa feita só com consumidores brasileiros mostrou que 42% dos entrevistados estão dispostos a mudar de escolha se influenciados pelos resultados de buscas. É perceptível o poder que os meios digitais têm sobre as decisões das pessoas e, como parte da área de Marketing e Vendas, precisamos ser conscientes para não usar a máquina só com foco em vendas.

O impacto positivo além do lucro. A ideia é fazer a diferença.

Um ponto que nos leva para a terceira grande mudança causada não só pela IA, mas pela evolução da tecnologia e da expansão da informação: o impacto positivo. Mais do que focar em resultados, os consumidores querem se identificar com as empresas, conhecer suas histórias, entender seus propósitos e ver que elas se preocupam com a sociedade, o meio ambiente e o mercado.

As pessoas querem se conectar com as marcas e, neste contexto, as soluções com base em IA têm feito a diferença. Veja como os chatbots, a Internet das Coisas (IoT) e a automação de muitas etapas tornam o processo de vendas muito mais ágil, ganhando escala e sem perder a proximidade no relacionamento com o cliente.

Seja implementando práticas ESG ou solucionando problemas das pessoas, a ideia é ter um propósito estabelecido e atingi-lo da melhor maneira.

Por isso, é importante lembrar que…

Tudo muda rapidamente e são essas mudanças que nos movem para a frente, sempre. No entanto, é preciso dedicação e esforço para seguir evoluindo, caso contrário, podemos ficar para trás. Como eu disse no primeiro parágrafo, essa não é a primeira nem a última disrupção no mercado, virão outras pela frente e estarmos preparados para elas vai fazer toda a diferença.

Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo Relacionado

Volkswagen Caminhões e Ônibus e Taggen desenvolvem tecnologia IoT para gestão inteligente de pátio

A Volkswagen Caminhões e Ônibus, em parceria com a Taggen Industries &...

Payface apresenta inovação para a indústria de pagamentos durante a Autocom 2024

A Payface, empresa líder de pagamentos por reconhecimento facial, em parceria com a...

Kubernetes ingress: práticas para utilização

No universo do Kubernetes, o Kubernetes Ingress desempenha um papel crucial no gerenciamento do...

Novidades tecnológicas: estratégias para facilitar a experiência do cliente

Algo que não é novidade é o fato das empresas estarem constantemente...