Fãs de esports aplicam mais em investimentos, na bolsa e em planos de previdência que o restante da população brasileira

0

Entusiastas de esportes eletrônicos também possuem mais serviços bancários

Uma pesquisa realizada pelo IBOPE Repucom em parceria com a BBL, holding de entretenimento especializada no universo gamer, sobre o cenário atual do mercado de esportes eletrônicos revelou que os fãs de esports se preocupam mais com o futuro e superam a média da população conectada brasileira em 28% quando se trata de aplicações em fundos de investimento e/ou ações em bolsa, além de planos de previdência privada.De acordo com o estudo on-line, 13% dos fãs afirmam aplicar em fundos de investimento e/ou ações em bolsa e 10% afirmam possuir planos de previdência privada. Além disso, os fãs de esportes eletrônicos possuem 4% mais serviços bancários (cartões de crédito e de débito, conta corrente, entre outros) que a população brasileira.

Quando se fala sobre consumo, principalmente relacionado aos games, 85% dos fãs de esports gastam alguma quantia monetária dentro dos jogos de maior afinidade, seja na compra de itens de melhoria, para liberar novos recursos ou em outros tipos de vantagens dentro do jogo.

“A pesquisa realizada pelo IBOPE Repucom nos ajudou a comprovar o grande potencial do fã de esports como consumidor. Esse público já tem afinidade com aplicações financeiras e utiliza mais serviços bancários que a população brasileira, além de consumir produtos dentro dos games de preferência. Esses dados deixarão o mercado ainda mais atraente para as marcas”, declara Leo De Biase, co-fundador da BBL.

José Colagrossi, diretor executivo do IBOPE Repucom complementa: “a proporção dos com renda alta entre os fãs de esports é 30% maior do que a média da população conectada brasileira. Portanto, mesmo que os fãs de esports sejam jovens – 41% têm entre 18 e 29 anos – a renda acima da média torna adequada a oferta e adesão de serviços bancários e de investimentos aos fãs de esports”.

Recentemente, o IBOPE Repucom e a BBL também divulgaram que os fãs de esports usam, em média, 8% mais os cartões de créditos do que o resto da população. O estudo demonstrou que 84% dos brasileiros conectados utilizaram cartões de crédito nos últimos 12 meses. Entre os fãs de e-sports, o número sobe para 91%.

Além disso, a pesquisa revelou que os fãs de esports são mais influentes na recomendação de compra de eletrônicos em suas residências. Os fãs de esports são geralmente consultados 20% mais que a média da população sobre a indicação deste tipo de produto, demonstrando alto poder de influência na decisão de compra de familiares e demais integrantes da residência. A cada 10 fãs de esports, sete são consultados em relação a algum assunto sobre marcas e modelos.

*A pesquisa on-line foi realizada com amostra de 1.000 entrevistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui