Mais

    No setor de Obras, Curitiba adota plataforma inovadora que reduz custos e prazos

    Publicidade

    A maringaense Buysoft foi a responsável pela implementação de todas as etapas do BIM – Building Information Modeling, para o IPPUC

    O IPPUC, Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, é responsável pela elaboração de estudos, contratação e fiscalização de inúmeros projetos e atividades para subsidiar obras e serviços de engenharia e arquitetura no âmbito da Prefeitura Municipal de Curitiba.

    Com a evolução tecnológica e com metodologias específicas para desenvolvimento de projetos como o BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção em tradução para o português), o IPPUC abriu em 2018 um edital para a contratação de um parceiro que ajudasse a instituição na otimização dos processos de trabalho com foco em modernização.

    Publicidade

    O objetivo era contratar uma empresa que pudesse guiar o instituto na substituição gradual do processo projetual (baseado na tecnologia CAD), por sistemas de BIM, permitindo a redução de prazos para elaboração dos projetos, além de proporcionar maior qualidade na execução das obras e redução dos custos. O IPPUC já utilizava algumas ferramentas voltadas para a metodologia BIM, mas ainda não possuía a integração entre as informações ou a padronizações dos processos.

    Além das melhorias do ponto de vista da gestão, fazer essa aquisição obedece a uma regra que entrará em vigor em breve. O uso do Building Information Modelling (BIM) será obrigatório a partir de 2021 nos projetos e construções brasileiras. Esse foi o teor do Decreto Presidencial assinado em 2018 para democratizar a plataforma no país.

    O BIM é mais que um modelo 3D parametrizado, é uma forma de coordenar informações por meio de bancos de dados, partindo de modelos tridimensionais que integram todas as informações relativas à construção em diversas fases de seu ciclo de vida. Essa integração proporciona a compatibilização entre as diversas disciplinas que compõem a elaboração do projeto e maior precisão no levantamento de quantitativos para elaboração de planilhas de custos.

    A Buysoft, uma das maiores empresas de software e soluções em TI do Brasil e que figura na lista das 500 empresas que mais crescem nas Américas, de acordo com o Financial Times, venceu o edital e foi escolhida para atuar nas fases iniciais de implementação do BIM no IPPUC e levar o instituto ao nível de maturidade em BIM nível 2.

    Publicidade

    A empresa maringaense é uma das principais parceiras da Autodesk na implementação do processo BIM no Brasil e reúne profissionais de engenharia e arquitetura especializados na utilização das plataformas e consegue, assim, demonstrar o quanto as soluções Autodesk agregam valor ao trabalho dos clientes.

    LaBIM Curitiba

    O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC) está investindo na tecnologia BIM para aprimorar o trabalho e atender à legislação federal que determina a aplicação desta tecnologia na estruturação dos projetos no setor público.

    A Buysoft foi responsável pela entrega de licenças da Autodesk AEC Collection e prestou 448 horas de serviços em diversas fases do projeto: o plano de execução do BIM pelo IPPUC, desenvolvimento e implementação de padrões BIM, além do treinamento, incialmente endereçado a 25 usuários, e a implementação do Projeto Piloto. Durante a fase de Capacitação, no entanto, o entusiasmo dos participantes fez com que a Diretoria de Projetos do IPPUC aprovou a montagem de novas turmas e cerca de 20 pessoas.

    A metodologia BIM e o trabalho desenvolvido pela Buysoft surpreenderam positivamente o grupo responsável pela implementação dentro do IPPUC. Prova disso é que foi criado um núcleo de BIM dentro do instituto para a realização de testes. Está em curso no IPPUC a implantação de um laboratório de Building Information Modelling. Em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o instituto já investiu nesta gestão na compra de equipamentos, softwares e no treinamento do corpo técnico de engenheiros e arquitetos da municipalidade, em parceria com a Buysoft, para utilizar a plataforma.

    “A implementação do Conceito BIM no IPPUC é um passo importante para integrar várias secretarias e órgãos municipais que participam nas diversas fases na elaboração de projetos”, ressalta o diretor de Implantação do IPPUC, Sérgio Matheus Rizzardo.

    LaBIM/PMC será um núcleo de capacitação para todo o corpo técnico do município. “Caminhamos para a modificação dos processos atuais para processos colaborativos e integrados. O resultado disso será o aumento da produtividade, a redução de prazos, custos e desperdícios e o aprimoramento e gerenciamento da informação, não só para os projetos, mas também a longo prazo para todo o ciclo de vida da uma edificação pública”, observa o diretor do IPPUC.

    O IPPUC, por ser órgão responsável pelo Plano Plano Diretor e pela definição de diretrizes de Planejamento da cidade, é também o responsável pela concepção e contratação dos projetos prioritários.  Com a implementação dos estágios iniciais de Treinamento BIM, o IPPUC passou a licitar quase todos os novos projetos dentro deste novo conceito.

    Projetos de Obras Civis de Edificações Publicas já são atualmente são 100% licitados no conceito BIM. Um diferencial neste processo está nas licitações de projetos de Sistema Viário e Transporte em áreas Urbanas, nos quais o IPPUC está sendo um precursor e inovador, e desenvolvendo e novas  metodologias, abordagens  e novos fluxos de trabalho, em parceria com o LABIM-PR.

    Benefícios do BIM no IPPUC

    • Adequação a demandas atuais dos governos federal e estadual e para o uso da metodologia BIM na contratação e execução de projetos e obras de infraestrutura;
    • Potencial economia de divisas para o município com a geração de orçamentos mais precisos em projetos e obras civis com consequente redução de riscos e surgimento de aditivos após contratação de serviços;
    • Maior produtividade em estudos de viabilidade, projetos básicos e executivos;
    • Redução de retrabalho em canteiro de obras;
    • Objetividade na comunicação entre órgãos da prefeitura e terceirizados na área de projetos, gestão e execução de obras;
    • Integração com Sistemas de Informações Geográficas (SIG), em que o IPPUC é referência, para levar a inteligência de informações cadastrais do município aos projetos e estudos de melhoria urbana;
    • Maior assertividade em estudos e projetos de mobilidade urbana, urbanismo, saneamento, entre outras aplicações de infraestrutura e edificações;
    • Preservação da compatibilidade entre novos documentos gerados e legado já existente.

    “Para nós da Buysoft um trabalho como este é extremamente recompensador. Não só porque estamos oferecendo as melhores ferramentas e metodologias do mercado, como o BIM, que permitirão que o IPPUC otimize seus processos e evite prejuízos, mas também para levar esses benefícios à população da capital do nosso estado”, complementa Clemilson Correia, CEO da Buysoft.

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui