Stake divulga retrospectiva do mercado de ações de 2020

De maiores quedas às maiores surpresas, levantamento aponta também os ETFs que mais fizeram sucesso na Wall Street

0
Publicidade

A Stake, plataforma que conecta pessoas que estão fora dos EUA ao mercado de ações americano, lançou a sua primeira retrospectiva anual para o Brasil, tendo como objetivo analisar como foram os últimos 11 meses das principais ações americanas e ETFs. Nesta retrospectiva, são destacadas 20 ações/ETFs divididas em quatro categorias, sendo elas: Maiores Altas, Maiores Quedas, Maiores Surpresas e ETFs mais queridos em Wall Street.

As Maiores Altas do Ano

Nesta primeira categoria, foram analisados os maiores destaques de 2020. São elas, as empresas que podem ter feito a alegria de muita gente ou gerado arrependimento em quem não investiu em suas ações.

Empresa Retorno em %
1 NIO ($NIO) 1927%
2 TESLA ($TSLA) 841%
3 MODERNA ($MRNA) 767%
4 SEA LIMITED ($SE) 437%
5 SUNOPTA ($STKL) 277%

Se no início do ano uma pessoa tivesse comprado US$1.000 da NIO, uma empresa chinesa de fabricação de carros elétricos, hoje esta mesma pessoa teria US$19.270 dólares na conta. Para se ter uma ideia, a NIO começou o ano valendo pouco mais de US$3 e está para fechar 2020 na casa dos US$45.

Publicidade

Outros destaques desta categoria ficam por conta da Tesla, da fabricante da possível vacina da Covid-19, Moderna, e SunOpta, uma empresa de alimentação orgânica com uma CAGR do setor de 12%.

As Maiores Quedas do Ano

Antes de chegar à parte mais amarga da retrospectiva, trazemos dois disclaimers. Primeiro: não é possível perder mais de 100% do valor, pois, em porcentagem, 100% é o limite para se chegar a zero. Segundo: excluímos do ranking as empresas que decretaram falência.

Empresa Retorno em %
1 CINEMARK ($CNK) 59%
2 MURPHY OIL ($MUR) 53%
3 NORWEGIAN CRUISE LINE ($NCLH) 52%
4 CARNIVAL CORP ($CCL) 52%
5 OCCIDENTAL PETROLEUM ($OXY) 51%

Sem muita surpresa, os maiores prejudicados nas bolsas em 2020 fazem parte do setor de entretenimento. É o caso da rede de cinemas Cinemark e das empresas de cruzeiro marítimo, Carnival Corp e Norwegian Cruise Line. Junto com elas estão as petroleiras. Lembra que no meio da pandemia o barril de petróleo chegou a custar menos de zero dólares?

Para efeito de comparação, quem investiu US$1.000 no Cinemark, em Janeiro, teria perdido US$590.

As Maiores Surpresas da Bolsa

Nesta categoria estão as empresas que, de alguma forma, chamaram a atenção do mercado em 2020. Todas, de forma positiva – para manter o astral do ranking elevado.

1 PALANTIR ($PLTR)
2 AMAZON ($AMZN)
3 MERCADO LIVRE ($MELI)
4 KODAK ($KODK)
5 SNOWFLAKE ($SNOW)

Encabeçando o ranking das Maiores Surpresas de 2020 está a Palantir, que abriu capital esse ano e foi fundada pela máfia do PayPal. Para quem nunca ouviu falar dela, vale a pena conhecer a história da empresa.

Já a Amazon aparece aqui pelo simples fato de ser a empresa mais valiosa, disruptiva e icônica do ano, já que, em meio a uma pandemia, nunca se comprou tanto online quanto agora. Por este mesmo motivo, Mercado Livre, que atende a América Latina, também segue no ranking.

Kodak está na lista por ter declarado falência em 2012 e, em 2020, ter ressurgido das cinzas por conta de acordos governamentais para uso de tecnologias futuras. Além dela, Snowflake completa o ranking por possuir o IPO mais badalado de 2020 – até Warren Buffett entrou nessa. A empresa oferece armazenamento de dados em nuvem e já acumula uma alta impressionante desde sua estreia na bolsa.

TOP 5: ETFs de Wall Street

Finalizando a retrospectiva de 2020, foi elaborado também um ranking dos ETFs com os maiores retornos do ano. Para quem começa na bolsa, uma das formas mais populares é por meio dos ETFs, já que eles são negociados como se fossem ações.

Empresa Retorno em %
1 PBW 200%
2 TAN 194%
3 ARKG 178%
4 QCLN 176%
5 ARKW 159%

Neste ano, o ranking é liderado pela PBW, um fundo de investimentos que aposta bastante em empresas de energia renovável.

O emissor de ETFs, “ARK”, teve o melhor ano da história, emplacando 2 índices no TOP 5 e vários outros no TOP 10.

Dos índices “G” e “W”, “G” vem de Genoma, um fundo que investe nas indústrias farmacêuticas e de pesquisas de genomas humanos, e “W” vem de Web, o fundo que investe em empresas focadas em tecnologia mobile de hardware.

TAN, assim como o líder do ranking, vem focando em energias renováveis – porém, investindo exclusivamente em empresas solares. Uma trivia: TAN, em inglês, significa bronzeado.

Para fechar, QCLN também está no ramo de energias renováveis, porém investe apenas em empresas com um  market cap alto e que siga alguns quesitos de investimentos.

Hors Concours

Por definição, Hors Concours é uma palavra francesa que significa fora de categoria. É muito utilizada para caracterizar tudo o que se destaca, mas não tem comparação. Seria como colocar o Messi para jogar em um time de bairro – ele seria o Hors Concours da partida.

Este ano, o papel de Hors Concours é do Zoom Vídeo, empresa que figura na 4ª colocação de maior valorização do ano, com impressionantes 493% de ganho. Em 2020, o Zoom Vídeo ganhou o título de “Companhia do Ano”, pelo Yahoo Finance.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui