Mais

    TikTok: como impulsionar as vendas na rede social que mais cresce no mundo?

    Publicidade

    * Por Yara Machado, CEO da Céu de Prata

    O TikTok para empresas já é uma realidade e a cada dia mais marcas entendem que precisam criar presença nesse canal. Em 2020, o aplicativo chinês desbancou o Instagram, o Facebook e o WhatsApp e se tornou a rede social mais baixada do mundo em número de downloads. Por meio da criação e veiculação de vídeos com possibilidades de efeitos e recursos de edição, a plataforma já integra as mais diversas estratégias de comunicação corporativa.

    Publicidade

    O aplicativo já gerou US$ 456,7 milhões para companhias em todo o mundo. No Reino Unido, onde a rede se popularizou, um em cada três usuários afirma que faria uma compra depois de ver um vídeo sobre o produto ou serviço. Como o algoritmo do TikTok calcula classificações de vídeos e alcances subsequentes, com base no envolvimento geral e não somente nas visualizações, apenas o conteúdo mais envolvente pode atingir o público mais amplo e gerar conversões para os negócios. Isso começa com a criação de TikToks que incentivam os espectadores a ficarem de olho nas postagens, salvá-las ou compartilhá-las, sejam eles fãs da marca ou não.

    De acordo com o relatório do Think with Google, 64% dos entrevistados dizem gostar de um vídeo de alguma companhia apenas quando é autêntico e reproduz a realidade. Por isso, o empreendedor que entrar nessa tendência precisa seguir algumas estratégias.

    Não é porque você domina outras redes sociais que o seu conteúdo vai dar certo nessa plataforma. Trata-se de um formato de conteúdo muito específico. Além disso, a forma de consumo também é diferenciada. Conteúdos rebuscados, muito formais e “montados” podem ser ignorados pelos usuários. Os vídeos de maior sucesso na rede são caseiros, gravados e editados com os efeitos do próprio aplicativo. No contexto de certa rejeição à publicidade, o conteúdo mais “cru” e espontâneo é valorizado.

    Uma ideia é mostrar o dia a dia da empresa, a interação e brincadeira entre funcionários, os produtos sendo embalados e por aí vai. Por se tratar de uma rede social nova, a experimentação é bem-vinda. O The Washington Post, jornal americano sério e tradicional, surpreendeu ao ser uma das primeiras marcas a entrar no TikTok. Os vídeos apostam na informalidade e no humor para mostrar os bastidores da redação.

    Publicidade

    O TikTok veio não só como uma rede social, mas também como uma plataforma de entretenimento. Por isso, primeiramente, é preciso ter volume (de preferência diário) de produção de conteúdo para atender a essa demanda. Essa periodicidade também traz credibilidade para a marca e viabiliza um relacionamento mais sólido com o cliente. Para garantir que os vídeos despertem a curiosidade do público, é preciso estar sempre de olho nas trends do momento para alinhar as tendências com as propostas da marca e os desejos dos seguidores.

    A maior dificuldade das empresas é produzir conteúdo que não tenha “cara” de venda. É preciso impactar as pessoas de forma empresarial, mas de um jeito humanizado e divertido. Nesse contexto, reinventar-se a cada dia é um grande diferencial para atingir o potencial da rede e propagar a mensagem de maneira eficiente.

    Outra dica é aproveitar as ferramentas da versão business, investindo em tráfego pago para fazer anúncios dentro da rede social. Vale destacar ainda que é importante estudar sempre o que os seguidores estão buscando no app, assim é possível trazer para o segmento campanhas para alavancar as vendas e gerar conteúdo propagando o marketing de uma forma orgânica.

    O TikTok conta ainda com presença significativa de influenciadores digitais. Eles também podem colaborar para a estratégia de comunicação das empresas. Nesse sentido, é interessante encontrar os perfis de pessoas que mais representam os valores da marca, de preferência que já se comunicam com o público desejado. Outra dica é ficar de olho em criadores de conteúdo que passam a se destacar na própria rede.

    Embora a plataforma seja chinesa (o que já causou muita polêmica nos Estados Unidos), o app é a “cara” do brasileiro. É leve, descontraído e estimula a socialização. Além disso, é um ambiente perfeito para brincar e criar memes. O sonho de qualquer empresa nas redes é a criação de um viral, conteúdo altamente replicável. Essa plataforma privilegia e facilita justamente esse tipo de conteúdo. O TikTok é feito para viralizar.

    O crescimento constante da rede comprova a capacidade de se conectar com o público, aumentar o engajamento de uma marca, fortalecer a presença nas redes e potencializar as vendas. No entanto, a maioria das companhias ainda não migrou para o TikTok, por isso aproveitar essa onda agora pode ser uma ação decisiva para sua empresa. Vale a pena apostar na tendência.

    *Yara Machado é CEO da Céu de Prata, empresa paulistana com foco em vendas de joias on-line e presencial – e-mail: [email protected].

    Publicidade

    Artigos recentes

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui