sábado , 22 junho 2024
Ínicio Celulares Vida infinita e munição ilimitada: entenda como alguns jogadores alcançam performances suspeitas em jogos para celular
CelularesNoticias

Vida infinita e munição ilimitada: entenda como alguns jogadores alcançam performances suspeitas em jogos para celular

168

As técnicas de modificação de jogo referem-se à prática de alterar o conteúdo, código ou elementos de um jogo, frequentemente para personalizar a experiência do jogador ou introduzir novos recursos não presentes na versão original.

Falando de versões de jogos em aplicativos móveis, em 2023, uma pesquisa global da Newzoo via Games Industry, mostrou que a indústria de jogos registrou uma receita de US$184 bilhões, com quase metade desse total destinado aos jogos móveis (49%). Esse crescimento certamente atrai a atenção de hackers, que veem a indústria em crescimento como uma boa fonte para realizar ataques e é precisamente através dessas modificações de jogo que eles podem agir.

Como o agro vai reagir diante das mudanças climáticas?

Um exemplo comum de mudanças são chamadas de mods, abreviação de modificações, que podem adicionar personagens, missões, texturas ou até mesmo transformar completamente a trama de jogos como, por exemplo, Counter Strike, um popular jogo de tiro. No entanto, modificar um jogo geralmente envolve mudanças que não são autorizadas pelos desenvolvedores e publicadores do jogo, e na maioria das vezes envolvem trapaças, como alterações que concedem vantagens injustas aos jogadores, como visão através de paredes, aumento de velocidade, jogabilidade mais rápida ou munição ilimitada.

Alan Bavosa, vice-presidente de produtos de segurança da Appdome, a loja única para defesa de aplicativos móveis, explica que essas práticas prejudicam a experiência do jogador de várias maneiras, criando um ambiente desigual, minando a competição justa e a realização de objetivos dentro do jogo. Isso impacta negativamente a comunidade de jogos, desencorajando a participação e impedindo um ambiente saudável.

Algumas modificações podem ter consequências técnicas prejudiciais, como introduzir bugs ou instabilidade no jogo, comprometendo a qualidade da experiência dos jogadores e levando a problemas de segurança, especialmente em jogos online, onde a integridade do ambiente de jogo é crucial para evitar práticas como a pirataria. Isso afeta não apenas os jogadores, que podem ter suas contas banidas, mas também os desenvolvedores e publicadores de jogos móveis, prejudicando modelos de monetização, segurança da marca e confiança nos jogos.

Confira 6 dicas para não cair em golpes e evitar prejuízos em compras pelo Whatsapp

Tipos de trapaças e suas modificações no jogo 

Segundo Bavosa, os mods variam em escopo, desde pequenas adições de funcionalidade até reformulações completas. Usando ferramentas de Speed Hacking ou edição de memória, o fraudador torna seu próprio personagem melhor, mais rápido e mais forte em relação ao jogo ou outros jogadores. Com ferramentas automatizadas, é possível dar vantagens “super-humanas” ao personagem, como cliques automáticos, bots de clique ou macros automáticas. “Às vezes eles trapaceiam adquirindo habilidades, ativos, munição, moedas de ouro, sem pagar por eles, alterando o código do jogo para evitar compras dentro do aplicativo”, ele adverte.

O especialista acrescenta que também existem técnicas que permitem ao trapaceiro avançar no jogo sem investir o tempo e o esforço necessários, por exemplo, modificando o conceito interno de tempo do jogo. Outras vezes, a intenção do trapaceiro é simplesmente desativar um ‘verificador de licença’ para que ele possa jogar a versão premium gratuitamente, ou desativar a publicidade para jogos móveis.

Principais técnicas de modificações de jogos 

A “mãe de todos as modificações” é uma ferramenta de trapaça para Android chamada GameGuardian, usada para trapacear em uma grande quantidade de jogos móveis. O GameGuardian vem na forma de um aplicativo e usa um método de trapaça chamado edição de memória. “Esta é uma técnica de mod em que o jogador localiza valores específicos do jogo que estão armazenados no espaço de memória do aplicativo, para que eles possam editá-los e obter uma vantagem no jogo”, diz Bavosa.

Usando essa técnica, os jogadores podem fazer coisas como mudar dinheiro ou moedas, mudar o relógio interno para obter uma vantagem ou adquirir vários recursos sem pagar por eles, evitando compras dentro do aplicativo, verificações de licença ou alterando o espaço de memória que armazena os valores do jogo.

Recomendações para desenvolvedores e estúdios de jogos móveis 

Entre novembro de 2017 e março de 2019, a indústria de jogos registrou um total de 12 bilhões de ataques, o que tem assombrado muitos estúdios. Como desenvolvedor de jogos, publicador ou estúdio, você precisa aprender a parar preventivamente a trapaça em dispositivos móveis protegendo proativamente seu jogo contra os métodos e ferramentas que os fraudadores usam para alterar, injetar código, criar mods e transformar aplicativos, enganando usuários móveis.

Usando ferramentas automatizadas de prevenção de fraude e trapaça, os desenvolvedores de jogos móveis podem bloquear bots de clique, proteger seus jogos ofuscando código Unity, impedir que trapaceiros usem ferramentas de instrumentação e análise dinâmica para modificar jogos, detectar e bloquear ferramentas de trapaça como GameGuardian e muito mais, tudo sem impactar seus ciclos de desenvolvimento ou a experiência do usuário.

“A melhor defesa contra trapaças em jogos móveis é evitar que isso aconteça em primeiro lugar. Os desenvolvedores de aplicativos móveis podem construir proteções preventivas e defensivas em qualquer jogo móvel em minutos usando a ferramenta de cibersegurança certa. Equipar o aplicativo móvel com a inteligência necessária para evitar métodos de trapaça é essencial para que as marcas de jogos mantenham sua credibilidade”, conclui Bavosa.

Compartilhar