In Loco reestrutura operação em SP e mira autenticação nos EUA

0

A In Loco, plataforma de tecnologia de localização, reformula seu time comercial com o objetivo de trazer mais excelência e personificação no atendimento  às agências e marcas. Na nova estrutura, o time funcionará com duas Business Units.

Uma delas focada nas soluções de mídia da In Loco que utiliza a plataforma de tecnologia de localização da empresa para dois principais fins: entrega de campanhas publicitárias geolocalizados construídas com base no contexto do consumidor no mundo físico e  em que o modelo de cobrança é por CPV (Custo por Visita). E, para o produto de Insights que fornece aos cliente um mapa do comportamento do consumidor no mundo real com informações agrupadas de quantos consumidores visitam suas lojas, dos concorrentes ou de estabelecimentos comerciais associados.

À frente desta BU, Denyson Messias, sócio e cofundador da In Loco, que acaba de se mudar de Recife – sede da In Loco, para São Paulo. No time, Eduardo Abreu, head of Advertising Sales, que será o responsável por gerir o time de executivos composto por Eduardo Lerch, Leonardo Eboli, Wesley Lima, Priscila Falcone, Yohanna Marinho, Thays Terra, além de quatro profissionais recém contratados: Fatima Leal – que tem passagens pela Dunnhumby, Yamaha e Walmart;   Marcelo Marcondes – ex-LinkedIn e Michael Page, Gabriela Ruffo – com passagens recentes pela Dunnhumby, Waze, Criteo; e Alberto Damasceno vindo Core’s e antes da DunnHumby.

A outra, especializada no atendimento de marcas que possuem aplicativos estratégicos em sua estratégia Omnichannel, em que há uma estreita conexão de suas operações online to offline. Solução também baseada nos dados e inteligência de localização da In Loco usados para impulsionar o engajamento da base do usuário com o app da empresa, melhorando sua experiência em processos como no de onboarding, reduzindo fricções e oferecendo ferramentas úteis no processo de fortalecimento do relacionamento com o consumidor.

À frente desta BU’s estará Rodrigo Junco, VP Comercial, que assume a operação de ponta a ponta, montando um time de vendas em estrutura conhecida como POD composto pelos profissionais de CS (Customer Service), Sales Engineering, BI – que agirá matricialmente, além do time de executivos de vendas comporto por Carlos Freitas, Rafael Rossi, Gianlucca Nardo, e dos recém-contratados Camila Tomasi, vinda da Intralinks; Fábio Santos, ex-Visto.bio e Trindade Tecnologia e Armando Suzuki, vindo da Samsung SDS.

Com as mudanças e o reforço do time com sete profissionais vindos do mercado, a empresa pretende continuar o processo de crescimento que de 2014 até 2018 apresentou uma média de taxa de crescimento de 100%.

INTERNACIONALIZAÇÃO

No processo de reestruturação da operação vale destacar ainda que André Ferraz, CEO da empresa, se dedicará este ano ao processo de internacionalização da companhia e por isso tem novo endereço dividindo-se entre São Francisco e Nova York.

Dos 80 milhões de reais investidos na In Loco em junho de 2019, liderados pelos fundos Valor Capital Group e Unbox Capital, 60% está dedicado à este novo momento em solos norte-americanos. Os outros 40% foram direcionados à área de privacidade, Pesquisa & Desenvolvimento e expansão dos times no Brasil – recentemente, a In Loco ultrapassou a marca de 200 colaboradores nos escritórios de Recife e São Paulo e está com vagas abertas para novos talentos, sendo grande parte delas para desenvolvedores (full stack, back end e front end e analista de dados), além do Programa de Estágio em São Paulo, com inscrições abertas até o dia 12 de janeiro.

“A maturidade do mercado americano, o crescimento das primeiras soluções IoT e das preocupações com privacidade torna os Estados Unidos o espaço ideal para a evolução da In Loco. Estar presente no país com uma tecnologia que fica cada vez melhor com os efeitos de rede é essencial para assegurar clientes importantes e criar uma defensibilidade competitiva”, comenta André Ferraz. “Entrar nos EUA também serve à estratégia de aumentar o valuation da In Loco, uma vez que negócios com tração em clientes americanos têm múltiplos maiores por ser a maior economia do mundo”, completa o CEO.

Em relação à vagas nos Estados Unidos, a In Loco está em busca de colaboradores para os times de Marketing e People e o próprio CEO está responsável por essas contratações. Morgan Grandi e Paul Kim, como Business Developers, são os primeiros executivos no território americano e ambos são responsáveis pela estratégias de vendas para o crescimento de novos negócios nos Estados Unidos. Grandi é a representante alocada em Nova York e Kim na Califórnia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui