Natal 2020: 6 plataformas para alavancar as vendas online do seu negócio

0

Não é de hoje que as vendas do e-commerce estão crescendo e, depois da Black Friday, a data mais aguardada é o Natal. De acordo com uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), estima-se que 86 milhões de pessoas irão às compras, movimentando cerca de R$ 38,8 milhões no setor de comércio e serviços. O local preferido para realizar as compras de Natal é a internet/lojas online (47%), seguida de lojas de departamento (40%) e shopping centers (34%).

Um outro estudo, divulgado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), constatou que, apenas entre os meses de março a julho de 2020, o Brasil ganhou 150 mil novas lojas virtuais. Devido ao crescimento acelerado do setor, tornou-se ainda mais difícil se destacar para chamar a atenção do consumidor e alavancar as vendas no período. Por isso, listamos seis plataformas que podem te ajudar nesta missão.

Magis5
Se você começou a vender online há pouco tempo, saiba que os marketplaces são a melhor maneira de conquistar novos clientes e gerar credibilidade para a sua empresa, sendo responsáveis por 78% do faturamento do e-commerce brasileiro. O Magis5 é uma ferramenta de integração que ajuda a gerenciar e vender nos principais e maiores marketplaces do Brasil, como Mercado Livre e Shopee, além de permitir que a empresa cresça de maneira rápida e estruturada, por meio de diversas funções para automação e gestão do seu negócio.

Gofind
Se o seu negócio já está na internet há algum tempo, mas possui pouca presença digital, a Gofind é uma excelente escolha. A plataforma é um localizador de produtos que utiliza inteligência artificial para ajudar marcas a mostrar para o consumidor onde encontrar produtos disponíveis nas proximidades. A ferramenta possui uma parceria com o Google Meu Negócio – programa que facilita que uma empresa seja encontrada nas buscas do Google ou no Google Maps – para ajudar o pequeno varejo a iniciar, reforçar ou aumentar a presença digital. A plataforma também permite que as lojas e produtos se tornem mais relevantes no chamado “SEO Local”.

MeuVizinho.me
Outra dica super bacana para quem quer conquistar novos clientes online e, o melhor de tudo, dentro da sua própria vizinhança, evitando custos adicionais com deslocamentos, é o MeuVizinho.me. Primeira rede social de consumo local do Brasil, a plataforma permite que qualquer pessoa cadastre seus produtos e serviços, os quais ficam visíveis para quem está localizado nas proximidades, por meio de geolocalização. Além disso, é totalmente gratuita, tanto para quem divulga quanto para quem procura pelos serviços: não existe nenhuma taxa de inscrição, comissões ou tarifas.

Bagy
A maior dificuldade para quem vai começar no e-commerce é montar um bom site. O Bagy, plataforma que ajuda pequenos e médios varejistas a criarem sua própria loja virtual, permite que isso seja feito em apenas 15 minutos e já sair vendendo, dando todo o suporte para os clientes. Além disso, integra a loja com o Instagram, considerado, hoje, a principal rede de vendas da internet, dando acesso também à sacolinha.

Magote.com
O segmento de cuidados estéticos foi bastante afetado com o fechamento do comércio durante a pandemia. Mas empresas como o Magote, marketplace de serviços de saúde e beleza, são uma excelente opção para ajudar os micro, pequenos e médios empreendedores a conquistarem clientes. A plataforma, que está no mercado há 10 anos, já ajudou mais de 6.000 parceiros e, mesmo com a crise nos primeiros meses de pandemia, a reabertura do comércio garantiu o agendamento de novas consultas.

Inbenta
Para varejistas online e empresas de comércio eletrônico, o Natal resulta em um aumento no volume de suporte, especialmente porque a pandemia de Covid-19 impactou negativamente os resultados de vendas desde o início de 2020. Portanto, é melhor estar preparado para esse frenesi. Um chatbot pode ajudar a marca a aumentar as vendas e maximizar os lucros, tendo um atendimento 24 horas, nos sete dias da semana. A Inbenta, especialista em atendimento online, ainda reforça a importância de preparar as equipes e treinar os robôs para as demandas sazonais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui