quinta-feira , 29 fevereiro 2024
Ínicio Noticias Pesquisa aponta que 65% das pessoas preferem receber promoções e interagir com as empresas pelo WhatsApp
NoticiasRedes Sociais

Pesquisa aponta que 65% das pessoas preferem receber promoções e interagir com as empresas pelo WhatsApp

138

Promoções são grandes atrativos de vendas em qualquer época do ano. Se forem planejadas, construídas de forma estratégica e segmentada, elas elevam significativamente o faturamento das empresas, especialmente em períodos de festas, férias e datas sazonais potenciais para o varejo. E 72% do fechamento e atendimento comercial feito pelas empresas se dá no WhatsApp, segundo resultado da pesquisa Panorama de Marketing realizado com mais de 1600 profissionais da área. O levantamento mostra, ainda, que o pós-venda contabiliza 55% das interações no aplicativo. O segmento que mais usa a plataforma é o varejo (74%), acompanhado pelo mercado imobiliário (70%), saúde e estética (67%) e tecnologia (40%).

Por isso, Rafael Jakubowski, master em gestão comercial pela Business School São Paulo, e especialista em vendas pelo WhatsApp, ressalta a importância de profissionalizar o uso do aplicativo, treinar as equipes de atendimento e fortalecer os processos de comunicação para que sejam diferenciados e eficientes. Segundo ele, “o WhatsApp é uma das mais potentes ferramentas de relacionamento e conversão de vendas, se utilizado com estratégia e segmentação pelas empresas”, ressalta o executivo, que também é CEO da Sanders Digital e CMO as a Service em companhias, como: Energy Group e BN Engenharia.

Outro dado de pesquisa que indica o aplicativo de mensagens como essencial em conversão de vendas é que 65% das pessoas preferem receber promoções e interagir com as empresas por meio do WhatsApp do que por e-mail, SMS ou ligação. Esses dados são de um levantamento realizado pela Buen Fin 2023 da Meta, que mostram, ainda, 75% dos consumidores interessados em se comunicar com as marcas de maneira semelhante à qual falam com amigos e familiares, ou seja, por meio do aplicativo de mensagens.

Na pesquisa divulgada pela Buen Fin 2023 da Meta, cerca de três em cada quatro pessoas acreditam que interagir com uma empresa por meio de aplicativos de mensagens contribui para a construção de relacionamento, e uma em cada três pessoas descobre novas marcas ou produtos por meio do WhatsApp.

Diante desse cenário, Jakubowski elenca três dicas infalíveis para começarem a ser aplicadas ainda neste final de ano, visando potencializar as vendas a curto prazo. São elas:

  1. O produto certo para as pessoas certas: não adianta enviar aquela mesma imagem de oferta para todos os clientes no WhatsApp! Divida os clientes por grupos, por exemplo: quem gostam de roupas da cor verde, aqueles que compraram bermudas, e assim por diante. Com isso, é possível oferecer um produto que se encaixe melhor nas necessidades daquele grupo de clientes, o que faz a conversão em vendas aumentar.
  2. Foque na recompra: conquistar um cliente é um desafio e muitas vezes o atendente acaba não dando atenção para a recompra desse cliente! Portanto, sempre que um cliente comprar, é estratégico criar uma rotina para abordá-lo com novidades e ofertas que combinem com o perfil dele.
  3. Crie um cupom de desconto mais agressivo para atrair clientes antigos que não compraram mais: estabeleça uma base de clientes, isso vale ouro. Quanto mais se aprende a vender para essa base, mais lucrativo o negócio fica. É importante criar um cupom de desconto com uma vantagem que realmente faça os clientes que não compraram mais sentirem vontade de consumir, aproveitar a oportunidade. Isso vai reaquecer a chama das vendas com esses perfis. Além disso, mantenha a comunicação com ele depois dessa venda, o atendimento pós-venda é fidelizador.

“Atuo com mentoria, treinamentos e palestras para pequenas, médias e grandes companhias de diferentes segmentos e, somente nos últimos 12 meses, com adequações nos processos de abordagem, geramos mais de R$ 50 milhões em faturamento para os clientes através de estratégias pelo WhatsApp”, enfatiza o especialista em gestão comercial.

Jakubowski acrescenta que, apesar da inteligência artificial e de tantas outras ferramentas facilitadoras, os clientes querem ser atendidos por pessoas quando se trata de WhatsApp, querem falar com alguém, obter opiniões. Esse é o perfil do consumidor que prefere atendimento humanizado pelo aplicativo e que efetivamente compra, se fideliza. “É o que chamo Concierge Commerce”, explica o especialista.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo Relacionado

Privacy

Privacy by Design: guardando projetos contra riscos

O mundo digital sempre apresentou uma variedade bastante grande de elementos importantes...

Melhores práticas de investigações corporativas

As investigações corporativas desempenham um papel crucial na manutenção da transparência, integridade...

Motorola anuncia Smart Connect, solução para sincronização de dispositivos

A Lenovo e a Motorola anunciam o Smart Connect, uma solução de software que...