Saiba como controlar os gastos durante a revenda de produtos

Dicas para controlar os gastos durante a revenda de lingerie

1

Trabalhar com revenda de lingerie pode ser muito vantajoso. Além de garantir renda extra, a profissional monta seu próprio horário e encaixa a atividade em sua rotina. Porém, é preciso cuidado para administrar as finanças, a fim de potencializar o lucro.

Além de manter controle das compras de lingerie para revenda, é preciso anotar todos os ganhos e gastos e calcular, anteriormente, por quanto vender cada peça, buscando obter o melhor resultado possível.

Por isso, seja trabalhando com lingerie de luxo ou do tipo mais básico, para o dia a dia, é necessário manter todos os números na ponta do lápis, com muita organização. Para ajudar nessa tarefa, existem alguns passos essenciais que todas as revendedoras devem se atentar.

1. Planilha de controle de gastos

Ter uma planilha de gastos é a forma mais eficaz de manter o controle das finanças. A revendedora pode optar pelo que melhor se encaixa em sua rotina, sejam planilhas digitais ou em folhas, escritas à mão. É preciso documentar todo dinheiro que entra e, também, todos os gastos durante a atividade.

Por exemplo, no mês de junho, devido ao Dia dos Namorados, a venda de roupas íntimas tende ao aumento, principalmente da lingerie sensual. Mas, ao mesmo tempo, é possível que a revendedora também tenha maior gasto com passagens – para se locomover até a casa das clientes – ou ainda com refeições na rua.

Assim como todos os produtos vendidos precisam ser documentados, é importante ter em mente qualquer tipo de gasto relacionado ao trabalho, para que seja possível manter os cálculos atualizados e uma previsão de lucro correta.

2. Separação de contas profissionais e pessoais

No trabalho autônomo, em que o próprio profissional é responsável pelo seu salário, suas contas e despesas é essencial que o cuidado com o dinheiro seja redobrado. Uma orientação essencial é manter as finanças pessoais e corporativas separadas. Pode parecer uma ação simples, mas é fundamental para facilitar a organização.

A revendedora pode optar, inclusive, por ter uma conta bancária exclusiva para a revenda. Dessa forma, gastos pessoais – com a casa e a rotina – podem ser feitos em outros cartões. Assim, a profissional conseguirá controlar melhor o que ganhou no mês, já que o valor não ficará perdido no meio de outras despesas.

3. Uso de aplicativos de finanças

A tecnologia pode ajudar de muitas maneiras, até mesmo na vida financeira. Há diversos aplicativos especializados no controle de gastos, ganhos e despesas. Por meio deles, é possível registrar rapidamente todos os valores importantes – que serão calculados pelo sistema na mesma hora.

De maneira geral, os aplicativos são feitos para uso pessoal, porém, nada impede a profissional de readaptar o propósito, fazendo com que o programa seja exclusivo para os cálculos de sua revenda. Inclusive, existem programas disponíveis que montam, mensalmente, uma planilha de gastos – o que pode poupar bastante trabalho.

Alguns exemplos de aplicativos são Mobilis, Guia Bolso e Coin Keeper. É possível que alguns apps peçam que o usuário sincronize dados bancários, para que os registros sejam feitos automaticamente. Nesse sentido, é ainda mais importante que a pessoa tenha uma conta exclusiva para a atividade, a fim de separar apenas os cálculos da revenda no programa.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui